Postado em 20/jan/2021

Casa de José de Alencar

Santo mártir da igreja católica, São Sebastião teria nascido no ano de 250 em Narbona, província do sul da Gália (hoje sul da França). Soldado do exército romano, foi chefe da primeira legião de infantaria (guarda pretoriana) e guarda pessoal do imperador Diocleciano, que governou Roma entre 284 e 305.
Responsável pela conversão de soldados e prisioneiros, foi acusado de traição e amarrado a um tronco de árvore sendo alvejado para que sangrasse até a morte. A perda de sangue fez com que Sebastião desmaiasse e fosse dado como morto.
Ao ser resgatado, notou-se que ainda estava vivo. Tratado e recuperado, voltou a procurar Diocleciano que mandou prender e matar Sebastião em 20 de janeiro de 288. Seu corpo foi lançado nos esgotos de Roma e posteriormente resgatado pelos cristãos e enterrado nas catacumbas fora dos muros de Roma. Quase quarenta anos depois, o Imperador Constantino construiu uma basílica para abrigar os restos mortais do soldado mártir. Conta-se que Roma era assolada por uma grave epidemia que teria cessado logo após o translado do corpo de Sebastião para a basílica e o santo passou a ser venerado como padroeiro contra a fome, a peste e a guerra. Na Umbanda pode ser Oxossi (orixá da caça) ou Ogum (orixá da guerra).
Solicitar cotação
Mensagem enviada. Entraremos em contato com você em breve.